O Artigo definido em inglês

20 de junho de 2016

Em Português temos quatro artigos definidos: o, a, os e as. Em inglês é bem mais fácil, temos apenas o the.

Portanto, the pode significar o, a, os e as. Veja os exemplos a seguir:

                       a menina = the girl

                       o menino = the boy

                       as meninas = the girls

                       os meninos = the boys

Você não acha que é bem mais fácil do que em português? Aliás, no que se refere à gramática, em geral, a língua inglesa é bem mais simples do que a portuguesa.

No entanto, você deve prestar muita atenção à pronúncia do artigo definido the. Veja:

 

  1. Se the estiver antes de uma palavra que começa com uma letra que tem som de consoante, pronunciaremos dhã. Veja:

                       the car (dhã)

                       the book (dhã)

                       the computer (dhã)

 

  1. Por outro lado, se the estiver antes de uma palavra que começa com uma letra que tem som de vogal, pronunciaremos dhí. Veja:

                       the apple (dhí)

                       the umbrela (dhí)

                       the egg (dhí)

 

Fácil, não é? São detalhes, mas que têm muita importância! Se você tem interesse em aprender inglês de um jeito bem fácil, venha juntar-se a nós, aqui no IPR.

 

Um grande abraço!

Como se aprende inglês com mais velocidade?

5 de maio de 2016

Muitas vezes nos deparamos com esta pergunta: o que devemos fazer para aprender inglês mais rapidamente?

Vemos muitas pessoas que estudam há muito tempo, sem um resultado positivamente visível. Pois bem, aqui no IPR você verá que pode aprender de um jeito diferente, dinâmico e rápido, pois lhe daremos dicas que ajudarão em seu aprendizado.

Se você quer, de fato, dinamizar seu processo de aprendizado, antes de tudo, deve conhecer os conceitos de EFICÁCIA e EFICIÊNCIA. Confira: EFICÁCIA é atingir os objetivos, e EFICIÊNCIA é usar, para atingi-los, procedimentos que possibilitem a maior economia possível de tempo e de energia.

Se alguém levou cinco anos para aprender inglês, podemos afirmar que houve eficácia, porém podemos questionar se houve eficiência: será que essa pessoa não poderia ter aprendido em menos tempo?

Pois é… A vida é muito curta para não sermos eficientes! Temos que aprender com mais velocidade. Não podemos esperar muito tempo para aprender algo novo!

Chamamos de INPUT tudo aquilo que lemos e ouvimos em inglês. Já OUTPUT é tudo aquilo que escrevemos e falamos.

Assim, quanto mais INPUT houver, mais OUTPUT haverá, ou seja, quanto mais lermos, escreveremos e ouvirmos, mais falaremos. Também podemos dizer que quanto mais senso de urgência tivermos em ler e ouvir, melhores serão nossos resultados na aprendizagem da língua inglesa, ou seja, melhor será a eficiência e em menos tempo alcançaremos as habilidades de escrever e falar.

Para que haja mais INPUT, sugerimos que você faça o seguinte:

a) Leia muito e faça um cartão para cada nova palavra encontrada em suas leituras. Escreva a palavra em um lado do cartão e, no verso, a tradução, e acrescente exemplos de frases com essa palavra. Tente fazer cinco cartões ao dia, e revise-os diariamente. Ao final de um ano, você terá aprendido 1.825 novas palavras!

b) Ouça rádios em inglês. Lembre-se: quanto mais você ouvir uma palavra, com mais facilidade irá se lembrar dela posteriormente. As rádios têm uma vantagem sobre os programas de televisão: elas não têm períodos de silencio, nos quais se contempla imagens, como na TV. Você pode ouvir programas de rádio a qualquer hora: ao dirigir, trabalhar, tomar banho, etc.

c) Mantenha um diário e, a cada dia, faça um texto com no mínimo 500 palavras. Use as palavras novas, registradas em seus cartões ou ouvidas em programas de rádio. Use tudo o que você aprender. Lembre-se de que a escrita organiza o que foi aprendido. Assim, escreva sobre tudo o que você quiser!

d) Leia textos em inglês em voz alta; e leia mais de uma vez o mesmo texto. Assim, você acabará usando uma gramática perfeita. Erros devem ser evitados, pois, quanto mais você falar algo errado, mais dificuldade terá para corrigir.

 

Aprender um novo idioma com eficiência é um trabalho duro, mas vale a pena! Você verá que levará menos tempo do que a maioria das pessoas, o que faz muita diferença, em um mundo que anda rápido demais!

 

Um grande abraço,

 

Professor Angelo

Instituto Padre Reus

Christmas Vocabulary

6 de janeiro de 2016

Queridos amigos,

Este, sem dúvida alguma, é o momento mais especial do ano: vivemos o Natal, a virada do ano, estamos iniciando nossas férias e, ao mesmo tempo, nossa mente está fértil, cheia de planos para o ano que recém começou!

Então, este é um momento especial para reciclarmos nosso conhecimento, sobretudo aquele relacionado às celebrações de final e de início de ano.

Vamos iniciar recordando algumas palavras e expressões relacionadas a este momento mágico; essa é uma forma de iniciarmos nosso ano com vontade de conquistar, de lutar e de vencer!

CHRISTMAS = Natal

A CHRISTMAS CAROL = uma canção natalina

WRAPPING PAPER = papel de presente

CHRISTMAS TREE = pinheirinho de Natal

SANTA CLAUS ou FATHER CHRISTMAS = Papai Noel

A WREATH = uma guirlanda

A CHRISTMAS ORNAMENT = uma decoração natalina (uma bolinha, um brinquedo ou um pedaço de chocolate), que é pendurada em um pinheirinho de Natal

A WHITE CHRISTMAS = quando a neve cai em um dia de Natal

CHRISTMAS LIGHTS = luzes colocadas em praças ou ruas principais, que são acesas durante o período natalino

FAIRY LIGHTS = luzinhas que são penduradas no pinheirinho de Natal (pisca-piscas)

TINSEL = fitas brilhosas que são penduradas no pinheirinho de Natal

SECRET SANTA = amigo-secreto de Natal

BOXING DAY = o dia seguinte ao Natal, quando abrimos os presentes

THE FESTIVE PERIOD = o período próximo ao Natal e ao Ano-novo, quando há muitas festas e atividades natalinas

TO FIRST FOOT = ser a primeira pessoa a visitar amigos ou parentes no ano que se inicia

NEW YEAR’S EVE = véspera do Ano-novo

A NEW YEAR’S RESOLUTION = uma promessa de que seremos melhores (em algum aspecto), ou de que faremos algo melhor, ou de que começaremos a fazer algo de bom, no ano que está iniciando

THE BELLS = os sinos que tocam à meia-noite para anunciar que o novo ano já nasceu

Esperamos que você tenha gostado deste nosso primeiro contato! Como estamos na fase de planejamento deste ano, que tal incluir o estudo da língua inglesa em suas metas para 2016? Aqui no IPR temos a opção certa, que vai se encaixar perfeitamente naquilo que você procura: um método simples, objetivo e eficiente, com um preço surpreendente! Então, não perca tempo, venha juntar-se a nós em 2016!

Um grande abraço!

Simple Past

11 de novembro de 2015

Bom dia, queridos amigos:

Novembro chegando, e aqui vamos nós… Trazendo algumas informações e dicas sobre como melhorar sua aprendizagem de inglês. Hoje, vamos falar um pouco sobre o simple past. Você vai ver que aqui no IPR sempre damos um jeito de deixar tudo muito mais fácil!

Pois bem… Antes de tudo, lembre-se de que o simple past é usado exclusivamente quando nos referimos a um período de tempo que já passou, que não existe mais. Por exemplo, “ontem”, “no ano passado”, “no início do mês”, “há três anos”, etc.

Se você usa uma expressão de um período que ainda não terminou, não use simple past. Por exemplo, se nos referimos a algo acontecido hoje, não podemos usar o simple past, pois o “hoje” ainda não acabou. Da mesma forma, se usamos expressões como “neste ano”, “neste mês”, “ultimamente”, “recentemente”, etc.

Todo verbo tem sua forma no passado – que somente é usada na forma afirmativa. Na interrogativa, usamos o verbo auxiliar did antes do sujeito, e, na negativa, usamos didn’t antes do verbo. Nesses casos, o did nos mostra que a ação está no passado e, então, deixaremos de colocar o verbo principal na sua forma no simple past.

Veja os exemplos, e ficará bem fácil.

Você trabalhou ontem. = You worked yesterday.

(Frase afirmativa = o verbo está em sua forma no passado.)

Você não trabalhou na semana passada. = You didn’t work last week.

(Frase negativa = usamos didn’t; logo, o verbo não está em sua forma no passado.)

Você trabalhou na segunda-feira? = Did you work on Monday?

(Frase interrogativa = usamos, novamente, did; logo, o verbo não está em sua forma no passado).

Agora, vamos estudar como são os verbos em sua forma no passado!

Inicialmente, cabe-nos dizer que há dois grandes grupos de verbo: os REGULARES e os IRREGULARES.

Para termos o passado de um verbo REGULAR, basta adicionar o sufixo ED. Veja:

work = worked

play = played

cook = cooked

pay = payed

study = studied (se antes da letra Y há uma consoante, substituímos Y por I)

Para termos o passado de um verbo IRREGULAR, devemos ter um pouquinho de atenção, pois não há regra alguma, ao contrário, devemos apelar para nossa memória. Em outras palavras, devemos “decorar” o passado dos verbos irregulares.

Porém, há como facilitar esse processo de memorização. Aqui no IPR, queremos, sempre, fazer com que tudo seja mais fácil e, por isso, trazemos algumas dicas que farão você se lembrar desses verbos com muita facilidade.

Há muitos verbos irregulares. Assim, seria impossível trazer todos a esse post. Então, vamos ver alguns. Depois, você pode acrescentar outros! Você deve ver a forma do passado dos verbos em cada grupo, e perceberá que todos são muito parecidos. Observe:

                               GRUPO 01

VERB SIMPLE PAST
bend bent
build built
lend lent
send sent
spend spent

 

                               GRUPO 02

VERB SIMPLE PAST
bring brought
buy bought
catch caught
fight fought
seek sought
teach taught
think thought

                               GROUP 03

VERB SIMPLE PAST
blow blew
draw drew
fly flew
grow grew
know knew
throw threw

 

Veja que há verbos que têm a sua forma no passado idêntica à              no presente… Pois é… O presente e o passado têm formas idênticas!

                               GROUP 04

VERB SIMPLE PAST
beat beat
bet bet
broadcast broadcast
burst brurst
cost cost
cut cut
fit fit
hit hit
hurst hurst
knit knit
let let
put put
quit quit
rid rid
set set
shut shut
split split
spread spread
upset upset

Como você deve ter percebido, o agrupamento de verbos por semelhança pode ser feito da forma que facilite o seu processo de assimilação. Dessa forma, você pode adaptar cada grupo, incluindo outros verbos e excluindo aqueles que são pouco usados. Você pode até mesmo criar novos grupos!

A seguir, seguem mais alguns grupos:

                               GROUP 05

VERB SIMPLE PAST
bleed bled
breed bred
feed fed
flee fled
meet met
speed sped

 

                               GROUP 06

VERB SIMPLE PAST
creep crept
sleep slept
sweep swept
weep wept

 

                               GROUP 07

VERB SIMPLE PAST
drive drove
ride rode
rise rose
strive strove
write wrote

                               GROUP 08

VERB SIMPLE PAST
begin began
drink drank
ring rang
shrink shrank
sing sang
sink sank
sit sat
spit spat
swim swam

 

                               GOUP 09

VERB SIMPLE PAST
bind bound
find found
grind ground
wind wound

 

                               GROUP 10

VERB SIMPLE PAST
shake shook
stand stood
take took
understand understood
undertake undertook
withstand withstood

 

Esperamos que você tenha concluído que tudo que aparenta ser difícil é, na realidade, fácil. Basta termos vontade, disciplina e, também, acharmos um jeito de estudar que facilite a aprendizagem. E o jeito certo, sem dúvida alguma, você achará aqui no IPR. Venha estudar com a gente!

Abração!

IPR

PRESENT PERFECT II

29 de julho de 2015

Vamos aprender mais um pouco sobre o Present Perfect? Afinal, quando devemos usar este tempo verbal tão estranho a nós, brasileiros?

Num primeiro momento, vamos no ater ao seguinte: usamos o Present Perfect quando nos referimos a algo que iniciou no passado, mas que acontece até o presente.  Veja o exemplo:

I have lived in São Paulo for 10 years = Eu vivo em São Paulo há 10 anos.

Preste atenção:

- Estamos em julho de 2015, e eu vivo em São Paulo. Veja que se trata de algo presente. De 2005 até a data de ontem eu vivi. Trata-se de passado. Porém, ainda hoje eu vivo em São Paulo, o que é um fato presente. Veja que há uma mistura de passado e presente, ou seja, temos um fato que iniciou em 2005, mas que ainda hoje ocorre. Pois é… Esse é o primeiro uso do Present Perfect.

Para facilitar seu entendimento, seguem mais exemplos:

I have had this house since April 21. = I’ve had this house since April 21. (Eu tenho esta casa desde 21 de abril.)

I have studied English for seven months. = I’ve studied English for seven months. (Eu estudo inglês há sete meses.)

Se você quiser dizer que tem um carro amarelo, deve falar: “I have a yellow car”. O tempo verbal é o Simple Present.

No entanto, se quiser informar há quanto tempo tem esse carro, estará dando ênfase a uma ação que iniciou no passado e continua até o presente. Para isso, deverá usar o Present  Perfect, e a frase ficará assim: “I have had a yellow car for five years”. Ou seja: “Eu tenho um carro amarelo há cinco anos”. Essa frase pode ser contraída: “I’ve had a yellow car for five years”.

Que tal, não é fácil? Sim, aprender inglês é bem fácil no IPR! Há ainda mais detalhes a serem analisados sobre esse tempo verbal tão diferente. Contudo, vamos desvendando seu uso aos poucos, para que você aprenda bem direitinho.

Acompanhe nosso blog e deixe comentários com opiniões, sugestões e dúvidas. Em breve teremos mais informações importantes sobre o Present Perfect.

Um forte abraço!